Chegámos ao fim de mais um ano intenso, com o sentimento do dever cumprido temperado pela sempre presente insatisfação.

A atividade do GRACE e a participação dos seus associados permitiu atingir os objetivos a que nos tínhamos proposto e ainda iniciar outras frentes de trabalho que não estavam inicialmente previstas mas que o dinamismo dos parceiros e dos membros exigiu.

Neste último trimestre iniciámos uma profícua colaboração com a Direção Geral das Atividades Económicas, promovemos mais três encontros dos Novos Líderes, realizámos dois encontros temáticos e estivemos presentes na reunião do CSR Europe, em Bruxelas.

Tivemos, mais uma vez, uma enorme adesão da massa associativa por ocasião da Assembleia Geral onde aprovámos o nosso plano de ação para 2017.

Aguardamos com expectativa o início do próximo ano, esperando a transposição da Diretiva sobre o Reporte Não Financeiro, acompanhando com preocupação o evoluir da situação política e social na Europa e antevendo os novos reptos da responsabilidade social.

Estamos certos de que o GRACE saberá, mais uma vez, enfrentar os desafios e contribuir para a afirmação dos valores da partilha e da coesão social, graças ao empenhamento dos seus associados e à qualidade e dedicação da sua equipa técnica.

Para todos os meus votos de um 2017 pleno de realizações sustentáveis.