Foram muitos os associados que manifestaram interesse em conhecer projetos de Economia Social. Afinal, o objetivo desta iniciativa é mesmo esse: dar a conhecer às empresas o que as entidades desenvolvem, para que sejam estabelecidas parcerias entre os dois “universos”, maximizando assim o impacto junto das Comunidades. 

 

Susana Carvalho, CEO da J. Walter Thompson, fez as honras da casa e Domingas Carvalhosa, Vice-Presidente do GRACE em representação da Lift World, salientou que este projeto está alinhado com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e que surge no âmbito da parceria estabelecida com a Aliança ODS.

 

 

Seguidamente, decorreu uma tertúlia, informal e animada, moderada por Nathalie Ballan, Partner da Sair da Casca, durante a qual foram apresentados 4 projetos.

 

A Academia Johnson desenvolve o seu trabalho em diferentes bairros carenciados dos concelhos de Lisboa e Amadora, e pretende, através do desporto e influência positiva do seu criador, Johnson, promover a relação dos jovens com a comunidade e meio escolar no qual estão inseridos.

 

A Associação Mais Proximidade Melhor Vida surgiu em 2006 para apoiar a população idosa residente na zona da Baixa de Lisboa e Mouraria, procurando reduzir o impacto da solidão e isolamento em que estas pessoas vivem.

 

Ficámos a conhecer a Just a Change, um projeto criado por dois jovens que reabilita casas de pessoas carenciadas, mobilizando todos os recursos e com a ajuda de voluntários universitários, proporcionando melhores condições de vida aos beneficiários.

 

Por fim, a Girl Move, de Moçambique, demonstrou as vantagens e necessidade de capacitar as raparigas para serem, também elas, transformadoras da sociedade e motor de desenvolvimento no seu país.  

 

 

 

Antes de terminar, Ana Monteiro, do GRACE, apresentou o Guia Como investir na Comunidade, que pretende precisamente apoiar empresas a aproximarem-se de entidades da economia social de forma a estabelecerem parcerias sustentáveis, rentabilizando recursos, partilhando experiências e competências e, consequentemente, promovendo a criação de valor.

 

Margarida Couto, Vice-Presidente do GRACE em representação da VdA, encerrou a tarde, agradecendo a presença de todos e realçando a importância da avaliação do investimento realizado em iniciativas e projetos de cariz social. Só assim será possível conhecer o impacto real das ações, maximizando o valor investido.