O associado Repsol acaba de emitir green bonds no valor de 500 milhões de euros, com maturidade a 5 anos. É a primeira vez que uma empresa de Oil & Gas emite este tipo de produto de taxa fixa, em que os fundos obtidos são destinados a projetos de redução de emissões e eficiência ambiental.

A Repsol considera este um produto financeiro fundamental rumo à luta contra as alterações climáticas, um desafio que a empresa já abraçou, através de iniciativas como a Oil and Gas Climate Initiative (OGCI), em que partilha esforços com outras grandes empresas do setor.

Os fundos obtidos destinam-se a financiar projetos de redução de emissões e aumento de eficiência, especialmente em refinarias. Entre os projetos certificados inclui-se, por exemplo, a mudança de pré-aquecedores para fornos de complexos industriais ou substituição de turbinas de vapor em Puertollano.

A Repsol identificou 312 projetos que permitirão a redução de 1,2 milhões de toneladas de CO2 anualmente. O uso deste produto financeiro foi validado pela agência independente Viegeo Eiris, instituição europeia perita na avaliação de empresas quanto ao seu desempenho e políticas de proteção ao ambiente. Os projetos fazem parte do modelo de sustentabilidade da Repsol, que permitiu a redução de 4,3 milhões de toneladas/ano de emissões no período compreendido entre 2006 e 2016.