Um movimento solidário de norte a sul do país assinalou, no dia 13 de maio, a maior iniciativa de voluntariado do Grupo Montepio – O Dia do Voluntariado Montepio – que concretiza o espírito de entreajuda e solidariedade da Instituição.

 

“A 4.ª edição do Dia do Voluntariado é um momento extraordinário, possível devido ao conjunto de valores que fazem parte da nossa vida enquanto Instituição. Temos muito orgulho na nossa bolsa de voluntários: as pessoas mobilizam-se para participar neste dia e fazem-no de forma muito generosa. Este ano mobilizámos mais de 350 colaboradores – voluntários”, considerou António Tomás Correia, que acompanhou a iniciativa e marcou presença no Centro Social Bairro 6 de maio, em Lisboa.

 

Este ano as ações de voluntariado realizaram-se em 24 locais distintos e contaram com a participação de mais de três centenas e meia de colaboradores-voluntários, que integraram as intervenções inseridas nas dimensões social, ambiental e de proteção animal.

 

 

Formação em empreendedorismo, workshops de educação financeira, reabilitação de espaços interiores e exteriores, limpeza de reservas naturais, plantação de árvores, recolha de detritos ou erradicação de espécies são alguns exemplos das ações realizadas por todo o país, incluindo a Madeira.

 

 

Barcelos, Porto, Gaia, Coimbra, Buçaco, Lisboa, Cascais, Sintra, Cacém, Mira Sintra, Amadora, Coina, Setúbal, Algarve e Funchal, foram as regiões alvo da intervenção de voluntariado corporativo.

 

 

Entidades como a Casa de Saúde de S. José, Associação Amigos da Rua, Associação do Porto de Paralisia Cerebral, Associação Infantário e Jardim de Infância Carolina Michaelis, Instituto Profissional do Terço, Parque Biológico de Gaia, Centro Social da Paróquia de Nossa Senhora da Ajuda, Mata do Buçaco, “Serve the City”, Agência Cascais Natura, Missão Patas Felizes, Casa de Saúde do Telhal, Bairro da Liberdade/Serafina, Mais Proximidade Melhor Vida, CECD – Centro Educacional do Cidadão com Deficiência, Centro Social Bairro 6 de maio, Associação Bué de Fixe, RIAS – Olhão Ria Formosa, Mata da Machada e O Cantinho da Milú, entre outras, foram intervencionadas.