VI Edição da Academia GRACE alinhada com os ODS

VI Edição da Academia GRACE alinhada com os ODS

Foram hoje conhecidos, numa cerimónia online, os vencedores da VI Edição da Academia GRACE que contou com a participação de 327 estudantes de 7 instituições académicas, com a submissão de 100 candidaturas, o número mais elevado de sempre.

Com o apoio institucional da Direção Geral do Ensino Superior, a Academia GRACE faz parte do projeto Uni.Network, criado em 2014, e tem como objetivo promover a ligação entre as empresas e as entidades académicas portuguesas nas temáticas da Sustentabilidade e Responsabilidade Social Corporativas.

Esta sexta edição focou dois temas: Trabalho do Futuro e Alterações Climáticas, que, tendo sido definidos pré-COVID 19, revelaram-se mais atuais do que nunca. Aludindo aos ODS 8 e 13, os candidatos desenvolveram projetos com soluções criativas e inovadoras com aplicabilidade no contexto nacional empresarial. Embora lançados como temas distintos, são também claramente relacionados quando se fala de empresas responsáveis e inovadoras, que olham para os seus diferentes stakeholders e impactos, como ficou claro na intervenção de Sandra Martinho, Diretora da Educação e Filantropia da Microsoft Portugal.

O júri, presidido por João Queiroz (Diretor Geral do Ensino Superior) e constituído por Cristina Barros (Managing Director do IIRH), Gonçalo Cavalheiro (Partner da CAOS), Miguel Ribeirinho (Head of Business Development da Delta), Sílvia Nunes (Director da Michael Page) e Luís Roberto (Vice-Presidente da Direção GRACE em representação da Fundação BP), selecionou quatro trabalhos de acordo com os quatro prémios a concurso, anunciados hoje por Ângela Noiva Gonçalves, Subdiretora-Geral do Ensino Superior.

O Grande Prémio Academia GRACE, oferecido pela CUF, distinguiu Inês Ramalho, Ana Rita Moutinho, Mariana Gomes e Patrícia Catarino, do IPAM, com o Projeto HealthBot – aliando a inteligência artificial com o “burnout” sentido pelos enfermeiros.

O Prémio Ideia foi atribuído a Carolina Luckhurst, Susana Rita e Vanessa Martins, do ISCSP, com o Projeto Granny’s Village – Tiny houses adaptadas ao turismo rural, que irão usufruir do programa Plug.in.pact do IES-Social Business School.

Vanessa Pereira, Sérgio Colaço, Carine Rodrigues e Catarina Varandas, da NOVA FCSH, foram os vencedores do Prémio Ação com o Projeto As alterações climáticas: Implementação do consumo ético no El Corte Inglés, que se irá concretizar num Pequeno-almoço com o CEO do próprio El Corte Inglés.

E o Prémio Impacto, disponibilizado pela Casa do Impacto, coube ao Projeto O impacto da tecnologia no setor dos serviços (McDonald’s e setor da restauração), de Cláudia Oliveira, Margarida Lopes, Raquel Calisto e Sofia Ferreira Seco, da Universidade de Aveiro.

No início do próximo ano letivo será lançada nova edição da Academia GRACE, que considerando as adversidades dos tempos que atravessamos, desafiará os estudantes a apresentarem propostas para um fundamental movimento de “Build Back Better”.

Parabéns a todos os vencedores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

shares