Estiveram 18 Empresas representadas, 10 das quais Associadas (a saber: AON, Bayer, Fidelidade, Janssen-Cilag, José de Mello Saúde, Lusíadas, Lusitania, Opticália, VdA e Widex) e 8 não Associadas (Alcon, ANF-Dignitude, Astrazeneca, Biogen, B. Braun, BSCI, Novartis e Multicare).

 

 

As boas-vindas ficaram a cargo de Margarida Couto, Presidente do GRACE em representação da Vieira de Almeida & Associados, que esclareceu os objetivos gerais pretendidos com esta iniciativa, que visa promover a interação entre empresas, disseminar a RSC e Sustentabilidade, bem como criar uma rede que simplifique a implementação de projetos de RSC.

 

 

Salvador de Mello, Presidente do Conselho de Administração da José de Mello Saúde, fez um retrato do setor, realçando que a integração do desenvolvimento sustentável contribuirá para aumentar o retorno das empresas e que cabe a estas operar a agenda transformadora rumo a 2030.

 

 

Seguidamente, Mariana Ribeiro Ferreira, Vice-Presidente do GRACE em representação da José de Mello Saúde, apresentou os resultados de um Estudo, resultante do Grupo de Trabalho Saúde do GRACE coordenado pelo Associado PwC. Depois de uma análise fina das 82 iniciativas propostas pelas empresas do GT, foi possível concluir que os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) mais evidenciados foram: ODS 3 (Saúde de Qualidade), ODS 16 (Paz, Justiça e Instituições Eficazes), ODS 4 (Educação de Qualidade) e ODS 17 (Parcerias para a Implementação dos Objetivos).

 

Numa reunião bastante participada, todos os presentes relevaram a pertinência desta iniciativa e manifestaram-se empenhados em dar os seus contributos. Para tal, ficou agendado um próximo encontro em fevereiro de 2020 para início dos trabalhos.